Domingo, Janeiro 29, 2023
8.1 C
Lisboa

As campeãs 
do microcrédito

Academia Millennium Atlântico

Integrado nas acções da Academia Millennium Atlântico, os Prémios Microcrédito Angola 2011 foram entregues numa cerimónia simbólica que teve lugar, no Palmeiras Club, em Luanda.

Academia Millennium Atlântico: A organizadora do evento ofereceu às vencedores prémios pecuniários e um curso técnico de formação

O galardão contemplou três beneficiárias de microcrédito, que dirigem de forma exemplar os seus negócios. São elas: Ana Kuzuela, de 36 anos, proprietária de uma mercearia em Camama, que se viu dispensada de liquidar o empréstimo de 10 mil dólares, contraído  pelo banco Millennium. Maria Falcão, de 61 anos, proprietária de uma hospedaria em Porto Amboim, obrigada a liquidar apenas 25% da sua dívida de 50 mil dólares. E, por último, Isabel Fernando, que viu a dívida da sua empresa de decoração, no valor de 10 mil dólares, ser reduzida a metade.

Um instrumento de combate à pobreza

O banco Millennium Angola concedeu microcrédito no 
valor de 40 milhões de dólares em 2010

As premiadas, que frequentarão um curso técnico na Academia Millennium Atlântico ligado à gestão, finanças e marketing, foram apresentadas como bons exemplos de empreendedorismo e disciplina empresarial. Durante a cerimónia, Idalina Valente, ministra do Comércio, declarou: “Estou satisfeita pelo facto de 3800 mulheres terem encontrado ao longo de dois anos e meio, na associação dos bancos Millennium e Atlântico, a oportunidade para desenvolverem e melhorarem os seus negócios.”

Realçando o papel do microcrédito como forma de inclusão e combate à pobreza, o presidente do Banco Privado Atlântico, Carlos Silva, considerou a parceria Millennium Atlântico, “um instrumento financeiro que permite trazer à tona a capacidade de execução dos angolanos”, enquanto o presidente do Millennium Angola, Carlos Santos Ferreira, qualificou o microcrédito como “uma forma de combate ao desemprego e à pobreza”. Sublinhou que doravante o banco que dirige investirá os seus lucros em Angola, o que pode ser entendido como um esforço orientado no sentido do alargamento da sua rede de balcões, cujo número atinge já a meia centena, e por essa via, a oferta de produtos e serviços atractivos para clientes de menor rendimento. Daí que a política de microcrédito levada a cabo pela parceria funcione como medida de grande impacto junto dos beneficiários.

Clique para ampliar a imagem

PRESIDENTES E PARCEIROS: Santos Ferreira (Millennium Angola) e Carlos Silva (Banco Privado Atlântico) líderes dos bancos que trocaram participações e criaram uma academia de formação

Os oradores consideraram que a concessão de crédito, na conjuntura actual do mercado financeiro angolano, é uma actividade de grande risco pelo que só a garantia das entidades governamentais, através de medidas proteccionistas, permite aos bancos aderirem, com prudência, a este imperativo do Executivo. Apesar desse risco, estão a decorrer um pouco por todo o país iniciativas de microcrédito que visam estimular a actividade dos pequenos e médios negócios. O banco Millennium Angola presente em 14 províncias do país, através de 52 balcões, concedeu ao longo de 2010 um volume de microcrédito, no valor de 40 milhões de dólares. Já o Banco Privado Atlântico que durante o exercício de 2009 registou resultados “globalmente positivos”, na ordem dos 38,4 milhões de dólares (o que representa um aumento 140%, face ao ano anterior), declarou o compromisso “de apoio à economia real nos momentos mais desafiantes”, afirmou o seu presidente. De referir que o relatório de contas do Banco Privado Atlântico destaca em 2009 o reforço dos fundos próprios do banco para um valor superior a 136 milhões de dólares e a parceria celebrada com o Banco Comercial Português nas operações em Angola, através do cruzamento de participações entre o Banco Privado Atlântico e o Millennium Angola. “Esta aliança visa servir complementarmente todos os segmentos de mercado e formar milhares de quadros técnicos angolanos nos sectores da banca e seguros, através da Academia Millennium Atlântico”, afirmou o líder do Atlântico.

 

Fonte: Exame

Foto: Exame

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A intolerância ficou escancarada com a internet livre

Pode parecer brincadeira, mas não é! Com a criação das redes sociais que foi inventada, criada ou idealizada para...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema