Radio Calema
InicioCulturaObras patrocinadas pelos nazis disponíveis em fotos na internet

Obras patrocinadas pelos nazis disponíveis em fotos na internet

Composta por centenas de obras de arte de artistas conceituados da época a grande exposição está patente no Haus der Kunst

A “Grande Exposição de Arte Alemã”, patrocinada pelo regime nazi anualmente, entre 1937 e 1944, estão agora disponíveis online, através de mais de 100 mil fotografias, numa iniciativa do Instituto Central de Munique para a História de Arte, informou ontem a Reuters.
O catálogo online, agora disponível gratuitamente pela primeira vez, está organizado por artista, género e tema, sendo também possível aceder aos dados dos proprietários das obras de arte, dando uma nova visão e perspectiva sobre o tipo de arte e trabalhos aprovados por Adolf Hitler e que definiam o gosto dos cidadãos da época e seguidores do regime nazi.
De forma a mostrar o seu ideal de arte alemã, explicam os organizadores, Hitler construiu, em parceria com o arquitecto Paul Ludwig Troost, a Haus der Deutschen Kunst (hoje Haus der Kunst), A Casa da Arte Alemã, onde todos os anos acontecia a “Grande Exposição” de centenas de obras de arte aprovadas pelo ditador, depois de uma grande selecção.
“Todos os anos Hitler nomeou Heinrich Hoffmann como o examinador preliminar. Os trabalhos que ele considerasse que valiam a pena ser vistos pelo Fuhrer eram levados para as salas de exposição para depois Hitler julgar a sua importância. As coisas que ele gostava eram exibidas, as que ele rejeitava eram consideradas medíocres, assim como o artista”, escreveu Otto Dietrich na biografia de Hitler sobre a exposição anual.
Apesar de apenas as obras de arte aprovadas por Hitler terem sido expostas, a historiadora Christian Fuhrmeister, que está ligada a este projecto, explicou que este catálogo completo de todas as exposições realizadas na altura mostra que a exposição não era apenas propagandista porque Hitler tinha também sensibilidade para a arte.
Segundo ela, dos 1.200 a 1.800 objectos exibidos todos os anos, apenas em cerca de 50 a 60 obras é notória a propaganda e a ideologia nazi, no resto encontram-se várias paisagens, naturezas-mortas e diversas pinturas.
As fotografias estiveram durante décadas arrumadas em álbuns no Instituto Central. No entanto, em 2004, um grupo de investigadores juntou-se à Haus der Kunst, espaço onde aconteciam as exposições, e ao museu Deutsches Historisches, em Berlim, que detém mais de 700 obras de arte compradas por Hitler, e começaram a catalogar e a digitalizar a colecção.

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: AFP

 

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.