Domingo, Fevereiro 5, 2023
6.3 C
Lisboa

Dirigente do MPLA realça reformas conducentes à consagração do multipartidarismo

Secretário-geral do MPLA, Julião Mateus Paulo “Dino Matrosse”

Lubango – O secretário-geral do MPLA, Julião Mateus Paulo “Dino Matrosse”, realçou hoje, sábado, no Lubango, província da Huíla, as linhas de orientação adoptadas pelo partido consubstanciadas nas reformas aos métodos e formas de direcção da economia, que permitiram abrir o caminho para a consagração do multipartidarismo em Angola, a partir de 1991.

Ao falar para os militantes, simpatizantes e amigos do MPLA, no acto central de massas em alusão aos 55 anos da fundação do partido, o político considerou a instauração do multipartidarismo um impulso para a realização das primeiras eleições em 1992, fazendo jus à sua maturidade política.

Disse que tal maturidade política foi marcada pelo reconhecimento do MPLA, que sempre defendeu e confirmou a sua vontade de vencer e conduzir os destinos do país no pleito eleitoral de 1992, tornando-o vitorioso com cerca de 54 porcento dos votos válidos na altura”, asseverou.

Dino Matrosse destacou o empenho do partido, sob liderança do presidente José Eduardo dos Santos, na consolidação dos ideias do primeiro Chefe de Estado angolano, António Agostinho Neto e na resistência às consequências da guerra fria, mantendo a integridade do país e unidade nacional.

“Sob orientação do também presidente da República, José Eduardo dos Santos contribuiu de forma decisiva para a independência da Namíbia, do Zimbabwe e o fim do Apartheid então vigente na África do Sul, feitos que orgulham os africanos”, sublinhou.

O dirigente partidário recordou que, ainda com a dor pela morte do primeiro presidente de Angola, em 1979, o MPLA realizou o seu 1º Congresso Extraordinário em 1980, onde se ratificou a eleição de José Eduardo dos Santos para conduzir o país, o MPLA e as forças armadas.

Fonte: Angop

Foto: Angop

1 COMENTÁRIO

  1. RELEMBRAR O NACIONALISTA, AFRICANO, UNIVERSALISTA E UM DOS FUNDADORES DO MPLA, Dr. HUGO JOSÉ AZANCOT DE MENEZES.
    Aos 11de Maio de 2000 faleceu o Dr. Hugo José Azancot de Menezes com 71 anos e faria 83 aos 02-02.2012.
    Foi um benfeitor da humanidade, progressista e justiceiro em todo o seu percurso e nunca optava pelas situações radicais e pugnava pela reposição de valores, igualdade e sempre em prol dos desfavorecidos.
    Era efervescente para ideais progressistas para a qual sempre norteou o seu percurso de vida fundamentalmente política nacionalista Africana e universalista.
    O seu sonho foi sempre a emancipação de África por valores de consenso nacional e progresso social que herdou e desenvolveu ao longo de décadas.
    Envolveu -se sempre desde os primórdios do nacionalismo ao qual participou na criação e fundação de associações políticas e posteriormente na fundação de partidos como MPLA, CLSTP, PDG NAS FASES embrionárias das suas existências.
    Nos países Africanos onde praticou as actividades políticas e exerceu medicina conseguiu galvanizar muito apoio dos respectivos nacionais e governantes desses países Africanos que se tornariam independentes não só pelo seu desempenho e criatividade relativamente ao MPLA mais por iniciativas locais.
    Esta data nunca passara despercebida para os seus familiares e amigos e camaradas de lutas em todas latitudes tanto em África como Europa onde ele trilhou o caminho da libertação e dignidade do homem Africano apesar dos novos valores e preocupação dos tempos modernos.
    E que a África não te esquecera.

    ESCRITO AOS 02-02-2012 POR:
    Ayres Guerra Azancot de Menezes

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Delfim Neves denuncia “caça às bruxas” em São Tomé

Delfim Neves teme pela própria vida e diz pairar em São Tomé uma sensação de "caça às bruxas". Em...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema