Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Tropas do Quénia entram na Somália

Tropas de paz da União Africana mantêm presença em Mogadíscio para ajudar o Governo de Transição somali a estabilizar o país

Tropas quenianas cruzaram a fronteira com a Somália para atacar os rebeldes islâmicos do grupo Shebab, acusados de ter sequestrado recentemente quatro estrangeiros no Quénia, entre eles duas espanholas, anunciou ontem um porta-voz.
“Entrámos na Somália para perseguir os rebeldes shebab, que são responsáveis por ataques e sequestros no nosso país”, afirmou à AFP o porta-voz do governo queniano, Alfred Matua.
Um jornalista da France Presse que se encontra perto da fronteira com a Somália viu um grande número de soldados passar e também observou caças e helicópteros que sobrevoavam a região.
Várias testemunhas confirmaram movimentos de tropas na região e viram camiões de soldados avançarem em direcção à fronteira com a Somália.
O ataque ocorreu um dia após o ministro queniano de Segurança Interior, George Saitoti, qualificar os shebab de “inimigos” e prometer atacá-los. “Não se pode tolerar que isto continue, e isto significa que de agora em diante perseguiremos os inimigos, que são (islamitas somalis) shebab, onde quer que se encontrem, incluindo no seu país”, disse George Saitoti à imprensa. Homens armados sequestraram na quinta-feira passada num acampamento no Quénia duas espanholas que trabalhavam para a Organização Médicos sem Fronteiras (MSF), após capturar no dia 11 de Setembro uma turista britânica, Judith Tebbutt, e uma francesa, Marie Dedieu, no início deste mês. As autoridades quenianas acreditam que todas estas mulheres foram levadas para a Somália.

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: AFP

Deixe uma comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »