Semana de Saramago abre em Nova Iorque

Pilar del Rio tem acompanhado as várias homenagens feitas ao malogrado escritor

O Nobel da Literatura tem, desde ontem, uma retrospectiva em Nova Iorque, através de sessões de cinema, conversas e debates, exposições, concertos e leituras de excertos das obras do escritor, anunciou a Reuters.
A Semana de José Saramago em Nova Iorque, organizada pelo Arte Institute e pela Fundação José Saramago, termina no dia 1 de Novembro.
Um dos destaques da homenagem ao escritor português é a exibição, no último dia, no Museu de Arte Moderna (MoMA), do filme “José & Pilar”, candidato a uma nomeação para os Óscares na categoria de melhor filme estrangeiro. A galeria Sonnabend, dirigida pelo galerista de origem portuguesa António Homem, também se associa à iniciativa, com uma tertúlia dedicada a José Saramago, no domingo. Na segunda-feira, realiza-se um concerto de Noiserv, projecto de David Santos (que compôs a banda sonora do filme). Na Rutgers University, em Nova Jérsia, visitada por Saramago há dez anos, o Departamento de Espanhol e Português vai mostrar excertos do documentário “José & Pilar”.
Criada em Abril deste ano, a organização sem fins lucrativos Arte Institute já realizou um Festival de Cinema Português em Nova Iorque, com dezenas de curtas-metragens, a par de mostras de artes plásticas e música portuguesa.
José de Sousa Saramago foi um escritor, argumentista, ensaísta, jornalista, dramaturgo e poeta português que foi galardoado com o Nobel de Literatura de 1998, assim como de um Prémio Camões, o mais importante prémio literário da língua portuguesa.
O seu livro “Ensaio sobre a Cegueira” foi adaptado para o cinema e lançado, em 2008, no Japão, Brasil, Uruguai e Canadá, pelo cineasta Fernando Meirelles.

 

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: AFP

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »