Terça-feira, Fevereiro 7, 2023
7.8 C
Lisboa

Cabinda tem reservas de Fosfato avaliadas em 240 milhões de toneladas

As reservas de Fosfato descobertas, até ao momento na província de Cabinda, estão avaliadas em cerca de 240 milhões de toneladas, revelou o director nacional de minas, do Ministério da Geologia e Minas e Indústria, Kavungo Marconi.
Nesta altura, segundo o responsável que falava nesta terça-feira no Fórum empresarial entre a África do Sul e Angola”, está em curso a elaboração de um estudo de viabilidade para a exploração do fosfato assim como para a construção de um complexo para a sua transformação.
Kavungo Marconi disse que as reservas de fosfato indicam que em 2015 Angola terá registos de rochas fosfatadas comparadas apenas aos países como Marrocos e Senegal.

Sobre Cabinda, mencionou também um estudo sobre as reservas de ouro existente na região.
Disse, por outro lado, que o Zaire, segunda província mais ao norte de Angola depois de Cabinda, possui reservas de cobre estimadas em 300 milhões de toneladas e prevê-se, naquela região, a construção de um porto mineiro.
O responsável anunciou também descoberta de grande reserva de cobre na província do Moxico e Kuando Kubango, Leste de Angola.
Relativamente ao ferro, disse, “ existem reservas na Huíla e Kuanza Norte e está em estudo a construção de um complexo mineiro na primeira província.
Na mesma senda, referiu que será apresentado um estudo de viabilidade sobre as reservas de ferro na província do Huambo, assim como um estudo de prospecção do bauxite, nas províncias de Kwanza Sul e Uíge.
A fonte referiu ainda que o potencial geológico de Angola não é devidamente conhecido e que os actuais dados sobre o sector de minas foram possíveis graças a uma política de desenvolvimento desta área, que conta já com um diploma legal – Código Mineiro, aprovado recentemente pela Assembleia Nacional.

O director nacional de minas apresentou esses dados a empresários sul-africanos que se encontram em Luanda, desde domingo, integrados numa delegação de 83 empresas de todo o país, ligadas aos ramos do comércio e indústria, geologia e minas, petróleo, gás e energia, finanças, banca, agricultura e desenvolvimento rural, transporte, construção e habitação, hotelaria e turismo, telecomunicações e tecnologia de informação.

Fonte: Angop
Foto: JA

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Dívida milionária da CASA-CE não afasta sonhos

A Convergência Ampla de Salvação de Angola - Coligação Eleitoral (CASA-CE) prepara-se para as eleições gerais de 2027, confirmou...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema