Sexta-feira, Fevereiro 3, 2023
6.8 C
Lisboa

Petrolíferos tombam na corrida ao título

Conjunto do Palanca volta a juntar bom futebol e festa dos adeptos nos Coqueiros

Recreativo do Libolo e Kabuscorp do Palanca saíram, ontem, da 25ª jornada, com a vantagem reforçada no topo da classificação do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, Girabola.
Habituada esta época a pisar os lugares cimeiros da prova, a formação do Kwanza-Sul, orientada por Zeca Amaral, foi ao Estádio Nacional 11 de Novembro vergar o Petro de Luanda, por 1-0, com golo de Chinho, antigo avançado dos tricolores do Eixo Viário, que saltou do banco para confirmar a conquista dos três pontos.
Apesar do maior ascendente no controlo da partida, os petrolíferos às ordens do sérvio Miroslav Maksimovic estiveram, no capítulo da finalização, muito aquém dos níveis patenteados a meio da semana, no mesmo recinto, no clássico frente ao 1º de Agosto.
Com boa mobilidade no ataque, a dupla Love Cabungula e Santana Carlos criou várias situações para visar, com êxito, a baliza da formação da vila de Calulo, mas foi incapaz de fazer o que em muitos casos se afigurou mais fácil, o golo.
A vitória deixa o Libolo bem encaminhado para conquista do seu primeiro título do Girabola, enquanto o Petro de Luanda fica agora mais dependente de terceiros no seu objectivo de assumir o comando da competição.
Nos Coqueiros, o Kabuscorp do Palanca não teve contemplações diante do Benfica de Luanda, ao vencer por 3-0, com um festival futebolístico do jovem Abel Mafuila, autor de dois golos.
Nem a condição de aflitos dos encarnados apelou à benevolência da equipa de Bento Kangamba, que perseguia o assalto da liderança ou, na pior das hipóteses, a manutenção da distância para o Libolo num escasso ponto, o que acabou por acontecer. Sem pernas para acompanhar o ritmo dos adversários na disputa do título, o 1º de Agosto, sob o comando do português Carlos Manuel, foi a Benguela fazer uma dádiva de pontos à já despromovida Académica do Lobito. Como de costume, os militares “entraram a matar e saíram a morrer”. Daí o empate a uma bola.

No sábado, no arranque da ronda, a Académica do Soyo derrotou de forma épica o Santos FC, no Estádio dos Coqueiros, por 3-5, depois de estar a perder ao intervalo, quando o Sagrada Esperança aproveitou o factor casa para derrotar o ASA, por 2-1, e com isso aliviar o espectro da despromoção.
O Progresso do Sambizanga empatou, em casa, com o 1º de Maio de Benguela, a uma bola, desfecho repetido no jogo entre o FC Cabinda e o FC Bravos do Maquis. A jornada fica concluída com a disputa da partida entre o Recreativo da Caála e o Interclube, que ontem perdeu em Abidjan, frente ao Asec Mimosas, por 0-1, no encerramento do Grupo A da Taça da Confederação Africana (CAF).

 

Honorato Silva

Fonte Jornal de angola

Fotografia: José Cola

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Uíge: UNITA e FNLA acusam Governo provincial de favorecer militantes do MPLA na distribuição de terras

UNITA e FNLA, na oposição em Angola, acusam o Governo provincial do Uíge de excluir seus militantres do processo...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema