Segunda-feira, Fevereiro 6, 2023
11.6 C
Lisboa

Ministra considera urgente preservação das riquezas históricas de Mbanza Kongo

Princípios políticos e alcance visionário do pensamento estratégico de Agostinho Neto continuam actuais, ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva.

Luanda – A ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, disse hoje, sábado, ser urgente preservar as “riquezas históricas” de Mbanza Kongo, no âmbito do projecto “Mbanza Kongo, cidade a desenterrar para preservar”, dentro de um programa de restauro, que tem sido orientado pelo ministério.

Rosa Cruz e Silva mostrou esta preocupação durante o seu pronunciamento no acto central do 17 de Setembro, Dia do Herói Nacional, que decorreu na cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire.

Considerou como importante lembrar que a cidade de Mbanza Kongo, fundada antes da chegada dos portugueses, possui uma grande importância histórica, dai que pela magnitude do seu simbolismo deve ser reconhecido por todos os angolanos.

Esta importante cidade, acrescentou, foi, no século XVI, a maior cidade da costa ocidental da África Central, com uma densidade populacional de 40 mil angolanos e quatro mil europeus.

“Com o progressivo declínio da cidade, que se encontrava no centro do Reino, em plena “idade de ouro”, transformou-se numa vila mística e espiritual”, disse.

Acrescentou ainda que ela albergou as actuais repúblicas de Angola, Congo Democrático, Congo Brazzaville e Gabão.

De acordo com Rosa Cruz e Silva, “Mbanza Kongo tem uma riqueza histórica invejável, que deve continuar a ser preservada por todos, contudo não podemos esperar que outras pessoas conservem esse bem histórico. Temos que ser nós próprios a defender o que é nosso.

Daí, frisou, o executivo tem desenvolvido esforços para a integração desta cidade histórica na lista do Património Mundial, para que possamos partilhar com os demais povos um bem dos angolanos e sejamos reconhecidos no mundo como obreiros de riqueza material e espiritual.

O referido acto, que decorre sob o lema “Honremos os nossos heróis com trabalho e disciplina”, na cidade de Mbanza Congo, província do Zaire, é orientado pela ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, na presença ainda de deputados a Assembleia Nacional, entidades religiosas, tradicionais e convidados.

Fonte: Angop

Foto: Angop

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Daniel Alves: MP da Espanha é contra liberdade provisória

Disposto a fazer quase qualquer coisa para deixar a prisão de Brians 2, em Barcelona, o lateral direito Daniel...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema