Terça-feira, Fevereiro 7, 2023
9.3 C
Lisboa

Empresas devem investir em projectos de responsabilidade social em Angola

Os participantes na conferência organizada pela Fundação Arte e Cultura defenderam a contribuição das empresas nas acções sociais

O responsável da Fundação Arte e Cultura e sócio do Grupo LR em Angola, Haim Taib, defendeu na segunda-feira uma maior aposta das empresas privadas em projectos de responsabilidade social. Usando da palavra durante a abertura da Conferência sobre Responsabilidade Social Empresarial, acrescentou que as empresas desempenham um papel crucial no desenvolvimento das sociedades.
Subordinado ao lema “A importância dos Investimentos privados para o desenvolvimento social em Angola”, o encontro visou estabelecer parcerias entre actores privados, públicos e agências internacionais na promoção de mais investimentos sociais. “Trazemos este assunto, porque acreditamos que a participação de mais empresas ajudará a mudar a face de Angola”, afirmou Haim Taib.
O responsável adiantou que a meta da Fundação Arte e Cultura é apoiar a transmissão de conhecimentos através de actividades que educam artes e a cultura, estimulando crianças, jovens e adultos a ampliarem os seus conhecimentos através de cursos e seminários. “A missão do projecto é desenvolver a esperança de um futuro promissor às crianças angolanas e dar oportunidade para que elas possam crescer com saúde e alegria,”, referiu.
A fundação, que se dedica à criação de projectos de empreendedorismo feminino e formação de liderança juvenil, pretende, nos próximos anos, inserir um grande número de mulheres no mercado de trabalho e apoiar a formação técnica no oficio de corte e costura e artesanato.  Na área da juventude, projecta estabelecer convénios com universidades que possuam cursos de medicina, psicologia e serviços sociais.
Em 2010, a fundação criou três casas de cultura em Luanda, tendo como base o sucesso obtido com a experiência da casa de Cultura no Wako Kungo. Estes espaços têm como objectivo social desenvolver competências artísticas e profissionais gratuitas.
A próxima meta das casas de cultura prende-se com a transferência da gestão de funcionários israelitas, responsáveis pela sua implementação nas comunidades, ao fim de três anos.
Está igualmente previsto o lançamento de projectos israelitas na província do Huambo, com o objectivo de prestar assistência social voluntária às crianças e às vítimas de minas terrestres, oferecendo educação para a recuperação da autoestima.

A fundação tem ainda em vista a realização de eventos culturais nas províncias do Huambo, Bié, Uíge e Kwanza-Sul e realizar parcerias com as instituições privadas para a promoção de espectáculos e mostras artísticas.  Haim Taib garantiu que centenas de jovens receberam cursos de artes plásticas, música, dança, informática e inglês.
O administrador Executivo do Banco Espírito Santo Angola, José Octávio Van Dúnem, considerou importante que as empresas apostem na formação de quadros na área de responsabilidade social e sugeriu que estas se aliem às organizações, criando parcerias para apoiar projectos de responsabilidade social. Na sua opinião, as organizaç ões vocacionadas para projectos sociais estão melhor estruturadas e possuem uma vasta experiência na área para levar por diante trabalhos significativos.

 

 

Natacha Roberto

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: José Soares

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Rosa Parks, ícone do movimento negro nos EUA

Em 1955, ativista entrou para a história ao se negar a ceder seu lugar no ônibus para um homem...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema