Terça-feira, Fevereiro 7, 2023
10.8 C
Lisboa

Forças namibianas formadas na Huíla

A escola Inter-armas de Sargentos do Exército, no Lubango, vai formar os efectivos das Forças Militares da Namíbia, anunciou, na quinta-feira, o chefe das Forças de Defesa daquele país após visitar o estabelecimento.
O general Epaphras Denga Ndaitwah disse que a escola de Sargentos Inter-armas do Exercito do Lubango é uma referência na região, fundamental para a formação dos quadros permanentes das Forças Armadas Angolanas e de outros países da África Austral.
“Há um interesse muito grande das Forças de Defesa da Namíbia serem formadas na escola”, frisou, confirmando que decorrem acções para ultrapassar as barreiras da língua e facilitar a formação da tropa.
Outra acção mencionada pelo chefe das Tropas Forças Militares da Namíbia tem a ver com a realização dos jogos militares entre os efectivos das Forças Armadas Angolanas da Região Militar Sul e da Namíbia.
O comandante da Região Militar Sul referiu que a realização dos jogos militares entre as duas Forças servem para reforçar a camaradagem militar, para a troca de experiências e originar “um sentimento de estabilidade físico e emocional nos militares”, frisando que os resultados das competições não são postos em causa.
O general Apolo Yakuvela apresentou à delegação namibiana as potencialidades da província da Huíla e a sua influência na economia do país. A província, disse o general Apolo Yakuvela, tornou-se uma “placa giratória de intercâmbio comercial de produtos provenientes da República da Namíbia”.
Entre os principais projectos que estão a mudar a província e a melhorar a vida da população, o comandante da Região Militar Sul falou da nova centralidade, está a ser erguida e da reabilitação dos caminhos-de-ferro.  O responsável das Forças Militares da Namíbia visitou o cemitério do Luyovo, onde estão sepultados combatentes da Swapo tombados em Angola durante a luta de resistência contra o Exército do apartheid.

Cursos  para região

O comandante da escola de sargentos, coronel Teodoro Tchambassuko “Dimuka”, recordou que, desde 1993, foram ministradas 16 cursos, três dos quais para efectivos da República Democrática do Congo e outro para os do Congo Brazaville.
A escola Inter-armas de Sargentos do Exército , acrescentou o comandante, tem merecido uma atenção especial do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas e do Comando da Região Militar Sul, o que tem proporcionado ministrar cursos com nível aceitável a efectivos de vários países.
O comando da Região Militar Sul, que abarca as províncias da Huíla, Namíbe, Cunene e Kuando-Kubango, está também empenhado em acções de desminagem e reconstrução de pontes.

 

Arão Martins/Lubango

Fonte: Jornal de Angola

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Casa do estilista Paco Rabanne sofre assalto após sua morte

Ladrões invadiram a casa do estilista espanhol Paco Rabanne, que morreu na sexta-feira (3) aos 88 anos em sua...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema