Quarta-feira, Fevereiro 8, 2023
7.2 C
Lisboa

Reabilitação de estradas locais gera novas empresas turísticas

A construção e reabilitação dos troços entre Cabala e Muxima, e entre esta última localidade e Cabo Ledo, no município da Quissama, aos poucos está a fazer nascer empreendimentos do ramo hoteleiro.
Na vila da Muxima foram erguidos dois complexos turísticos com vista panorâmica para a extensa margem do rio Kwanza, os quais dispõem, na sua totalidade, de 80 quartos e restaurantes, e oferecem outros serviços e espaços lúdicos.
As praias da comuna de Cabo Ledo oferecem condições para a prática de surf com uma beleza paisagística que carece de exploração.
Segundo o administrador municipal, João Martins, Cabo Ledo tem excelentes condições climatéricas e uma paisagem que pode atrair turistas e investidores da hoteleira e do turismo.
O responsável anunciou ao Jornal de Angola a existência de espaços delimitados para a construção de empreendimentos hoteleiros. Os pedidos de licenciamento devem ser encaminhados às autoridades municipais.
O Banco de Poupança e Crédito (BPC), o Banco Regional Keve e o Banco Sol vão instalar agências suas na região com o objectivo de estimular o crescimento e conceder crédito ao empresariado local. Apesar de ser circundado pelos rios Longa e Kwanza, até ao momento grande parte da região continua a consumir água bruta e energia eléctrica por meio de grupos geradores, o que constitui preocupação para os investidores.
Mas, segundo o administrador municipal o abastecimento de água potável em toda a extensão da região consta do leque de dificuldades para a criação de condições, para que a hotelaria e o turismo funcionem de forma eficaz.

João Martins indicou que a questão relacionada com a água potável está na lista de projectos municipais de combate à fome e pobreza para o ano 2012.
A região passou a ser visitada por excursionistas interessados em praticar turismo na comuna de Cabo Ledo. A título de exemplo, a Igreja da Nossa Senhora da Muxima tem atraído anualmente no mês de Setembro, muitos peregrinos nacionais e estrangeiros em busca de satisfação espiritual.
O acampamento do Parque Nacional da Quissama é outro importante postal turístico, pois a sua extensão e a rica diversidade natural atrai, maioritariamente, cidadãos estrangeiros.  Segundo João Martins, nas margens do rio Kwanza “a natureza fez a sua parte”, restando que a sociedade cumpra com a sua parte para gerar desenvolvimento.
“A sua localização geográfica e a melhoria das vias de acesso, e uma aposta na variedade do turismo existente, podem ser uma mais-valia na criação de mais empregos e receitas financeiras para o Estado”, concluiu o administrador municipal. Com 22.504 habitantes, Quissama é uma das regiões angolanas de maior atracção turística.  A comuna da Muxima recebe a maior peregrinação religiosas do país.

Fonte: Jornal de Angola

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ministro colombiano propõe descriminalizar incesto entre adultos

O ministro da Justiça da Colômbia, Néstor Osuna, apresentou ao Congresso um projeto de lei com uma proposta polêmica:...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema