Sexta-feira, Fevereiro 3, 2023
6.8 C
Lisboa

Vandalismo dos adeptos adia clássico

O adiamento, sem data, da partida entre o Petro de Luanda e o 1º de Agosto marca pela negativa a disputa da 23ª jornada do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão (Girabola), antecipada para hoje por força dos compromissos dos Palancas Negras.
Agendado para hoje às 15h30, no Estádio 11 de Novembro, o jogo foi adiado por indisponibilidade do recinto, vandalizado recentemente por adeptos numa das partidas do Petro de Luanda. Foram arrancadas cadeiras e loiça sanitária nas casas de banho, razão pela qual os gestores da infra-estrutura desportiva indeferiram o pedido do clube pretrolífero.
Os dois emblemas, igualados na classificação a 36 pontos, estavam até ontem a discutir uma nova data para a disputa do maior clássico do futebol nacional, que na primeira volta registou uma vitória do 1º de Agosto, por 2-1. Os petrolíferos aceitaram o dia 14 de Setembro, proposto pelos militares.
Isolado no comando da competição, com 38 pontos, o Recreativo do Libolo procura hoje às 15h00, em Calulo, frente à Académica do Soyo, reforçar o conforto no topo da tabela classificativa. A formação do Kwanza-Sul vem de um empate com sabor a vitória no reduto do 1º de Agosto, enquanto os “estudantes” da província do Zaire foram vergados em casa pelo Sagrada Esperança. Atormentado pelo espectro da despromoção, o Progresso do Sambizanga recebe na Cidadela de Luanda o Interclube, campeão nacional, que relançou a sua candidatura ao título com o triunfo sobre o Kabuscorp.
No Dundo, o Sagrada Esperança, às ordens de Mário Calado, tem no factor casa um tónico para a conquista de mais três pontos, na recepção ao Recreativo da Caála, visando a materialização do objectivo de permanência na prova, contrariamente ao adversário, cuja situação na tabela é desafogada.
Em claro abrandamento competitivo, o Kabuscorp defronta o FC Bravos do Maquis apostado em regressar aos triunfos, de modo a corrigir a tendência de fracasso na conquista do título com o Girabola em curso. Os “maquisardes” estão ainda atrás da estabilidade. O FC Cabinda tenta, diante do ASA, fintar a onda de maus resultados diante da crise financeira que assola a agremiação. A partida coloca em confronto duas equipas ainda preocupadas com a ameaça de despromoção.
Nas outras partidas agendadas para esta tarde, o Santos FC tem pela frente o Benfica de Luanda, numa disputa entre equipas bem-sucedidas na última jornada, enquanto em Benguela a Académica do Lobito e o 1º de Maio disputam o derby da província.

Fonte: Jornal de Angola

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Uíge: UNITA e FNLA acusam Governo provincial de favorecer militantes do MPLA na distribuição de terras

UNITA e FNLA, na oposição em Angola, acusam o Governo provincial do Uíge de excluir seus militantres do processo...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema