Terça-feira, Fevereiro 7, 2023
10.5 C
Lisboa

Reabilitação de estradas do Lubango nas festas de Nossa Senhora do Monte

As vias de acesso aos principais pontos turísticos da cidade do Lubango foram reabilitadas pelas autoridades da província da Huíla, com vista a facilitar a circulação e atrair mais pessoas para aqueles locais, durante as festas de Nossa Senhora do Monte, este mês de Agosto.
O responsável do sector de Hotelaria e Turismo da Huíla, João Silvestre, disse que foram asfaltadas as estradas de acesso ao monumento do Cristo Rei e Serra da Leba, decorrendo ainda obras de colocação de asfalto da fenda da Tundavala. As referidas intervenções, assegurou, estão a atrair vários turistas, principalmente da Namíbia, África do Sul e Botswana, que viajam de carro para conhecer e fotografar os encantos da província.
Em função disso, as unidades hoteleiras do Lubango estão a registar, nos últimos dias um aumento da taxa de ocupação, situação que pode durar até ao fim das tradicionais festas da Nossa Senhora do Monte, que atrai milhares de turistas nacionais e estrangeiros.
O responsável do sector da Hotelaria e Turismo na Huíla informou que a taxa média de ocupação dos hotéis passou de 40, nos meses anteriores, para 60 por cento, desde  principios de  Agosto.
A cidade do Lubango possui 2.010 camas, 1.530 quartos, além dos pontos turísticos do monumento do Cristo Rei, fenda da Tundavala e Serra da Leba, que são os maiores atractivos para os visitantes, referiu o responsável.
João Silvestre sublinhou que, durante este mês em que decorrem as festas de Nossa Senhora do Monte, está prevista a visita de cerca de 40 mil turistas provenientes de outras províncias do país e de vários pontos do mundo, com destaque para a África do Sul, Namíbia, Portugal, Brasil, Ghana e Moçambique.
As festas de Nossa Senhora do Monte constituem uma oportunidade para os operadores do ramo da hotelaria e turismo arrecadarem mais receitas e contribuírem para os cofres do Estado, pagando impostos, disse o responsável.

Os visitantes, segundo João Silvestre, estão a procurar hospedagem e alimentação nos melhores locais, notando-se o crescimento de alugueres de viaturas, aquisição de peças de artesanato e outros serviços, que fazem parte da actividade turística, nesta altura.
Neste momento, salientou, os preços da diária praticados pela maior parte das unidades hoteleiras baixaram consideravelmente. O preço mais barato é de cinco mil kwanzas e o mais alto é de 25 mil, pela qualidade dos seus serviços.

Fonte: Jornal de Angola

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Angola atenta à “transição energética” para o desenvolvimento

O ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino de Azevedo, assegurou, esta segunda-feira, em Cape Town (África do...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema