Terça-feira, Fevereiro 7, 2023
7.8 C
Lisboa

Grupo de Reflexão acusa Samakuva e Numa de falta de argumentos políticos credíveis

O Grupo de Reflexão da UNITA acusa o presidente e o secretário-geral do partido de falta de argumentos políticos credíveis e de serem incapazes, política e moralmente, de organizarem o XI Congresso.
Numa nota a que o Jornal de Angola teve acesso ontem, a coordenação do referido grupo, que defende a retirada da actual direcção da UNITA, liderada por Isaías Samakuva, defende que o conclave tenha lugar antes de 2012, ano em que está prevista a realização das próximas eleições gerais.
No documento, os contestatários acusam ainda a actual direcção da UNITA de estar a praticar actos de intimidação contra todos aqueles que questionam a gestão do partido. Estes actos, acrescentam, foram acentuados depois da última conferência de imprensa por si realizada. “Estes actos estão associados, agora, a uma despudorada campanha de difamação levada a cabo directamente pelos senhores Isaías Samakuva e Camalata Numa”, acusam aqueles militantes da UNITA. O documento informa ainda que as mesmas acções denotam “ausência de argumentos políticos credíveis” e visam denegrir e destruir politicamente os membros do Grupo de Reflexão, figuras históricas e dirigentes que questionam a “gestão ruinosa” de que a UNITA tem sido vítima nos últimos oito anos.
O Grupo de Reflexão deixa claro que não está a mando de algumas forças externas ao partido. “Nos seus actos de difamação, os senhores Isaías Samakuva e Abílio Camalata Numa recorrem à táctica suja que consiste em colar o Grupo de Reflexão a forças externas, designadamente ao MPLA”, acusa o grupo, que identifica os seus membros como “militantes consequentes da UNITA, seres pensantes e patriotas”.
“Estes vergonhosos factos (de intimidação e difamação) confirmam a incapacidade política e moral dos senhores Isaías Samakuva e Camalata Numa de serem os organizadores do XI congresso”, lê-se na nota. Os membros do referido grupo defendem a criação de uma comissão independente representativa e inclusiva que cuide de todo o processo de organização e realização do conclave.
“A nobreza da missão da UNITA ultrapassa a casmurrice e ambições individuais de quem quer que seja”, defende o Grupo de Reflexão, que exorta todos os simpatizantes, amigos, militantes, quadros e dirigentes do partido a “não se deixarem intimidar e a combaterem, pacificamente, todo o tipo de intimidação”.

Fonte: Jornal de Angola

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Rosa Parks, ícone do movimento negro nos EUA

Em 1955, ativista entrou para a história ao se negar a ceder seu lugar no ônibus para um homem...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema