Domingo, Abril 14, 2024
21.6 C
Lisboa
More

    ‘Eles não querem eleições…’

    Bento Bento

    Num palco aonde o MPLA regressa muitas vezes, o pavilhão do Estádio Nacional da Cidadela, Bento Bento, primeiro secretário do partido na província de Luanda, atribuiu quinta-feira responsabilidades directas à UNITA e a quatro cidadãos angolanos, identificados pelos seus nomes e apelidos, pelo actual clima de tensão no país, marcado por manifestações localizadas.

    “A UNITA formou uma aliança com o Bloco Democrático, o PP e alguns partidos ligados aos POC para uma conjura que visa derrubar o poder estabelecido no país”, acusou o político, logo no início de uma intervenção que se veio a mostrar forte e surpreendente, feita, conforme fez questão de sublinhar, na sequência de uma reunião recente (última segunda-feira,12) entre o Secretariado do Bureau Político do MPLA e a Comissão Executiva do Comité Provincial que lidera.

    Acto seguido, Bento Bento indicou Kamalata Numa, secretáriogeral da UNITA; Mfuca Fuacaca Muzemba, 1º secretário da JURA, a organização juvenil dos “maninhos”; Justino Pinto de Andrade, presidente do Bloco Democrático e David Mendes, advogado e presidente do Partido Popular (PP), como “os principais mentores” do clima agitado que, com frequência inusitada, lança para as ruas protestos e sinais de desafecto, tendo Luanda como o principal palco.

    O objectivo destas acções, alegou o primeiro secretário do MPLA na capital, é impedir que se realizem as eleições previstas para a segunda metade de 2012, por via da implantação de um clima de instabilidade, manifestações sistemáticas e violentas. Essa será a execução de um chamado “plano B” gizado pela UNITA e que teria como fim último criar condições para uma generalizada “insurreição a nível de todo o país, tipo Líbia, tipo Egipto, tipo Tunísia”.

    De acordo sempre com palavras de Bento Bento, a Oposição e quem a lidera, a UNITA, incentivariam intensamente a desobediência civil com provocações à Polícia, às autoridades, e apoiadas na “arma dos direitos humanos, legitimariam uma intervenção armada do

    exterior”.

    Segundo o político, existem “dados de inteligência” que confirmam o interesse da formação do galo negro de levar a cabo o que ela própria terá denominado, um dia, de “plano B”.

    O POVO VAI PERMITIR ISSO?

    As revelações sensíveis seguidas umas vezes por intervalos de absoluto silêncio pela força da surpresa e, noutras, por ruidosa reacção nas bancadas pela necessidade de demonstrar coesão continuaram ao longo da intervenção do responsável do MPLA na capital, até chegar a outro momento em que se ficou a saber que a UNITA teria alegadamente a intenção, sempre no âmbito do tal plano B, de instigar acções simultâneas de rua contra as autoridades e a polícia em Luanda, no Huambo, na Huíla e no Uige.

    Interrogou-se, num momento de pausa, se o povo iria permitir isso? Das bancadas, veio a resposta que Bento Bento desejava ouvir: “Não!”

    “Quem não levava a sério Kamalata Numa e a JURA, agora percebe o plano que está em marcha.

    A capa caiu. Estes são os preparativos para derrubar o MPLA e o nosso líder, o camarada presidente José Eduardo dos Santos”, disse, pouco depois.

    A MANIFESTAÇÃO DO ENSAIO

    Bento Bento considerou que a manifestação do dia 3 deste mês iniciada no largo 1º de Maio e que depois tomou rumo distinto, com uma tentativa de se encaminhar para o Palácio da Cidade Alta, foi “o primeiro ensaio bem aproveitado pela UNITA para o seu plano de insurreição”.

    Insistiu que o que se sabe é que “a Oposição liderada pela UNITA pretende provocar o caos social, tornar o país ingovernável para então criarem a ‘Primavera Africana’ em Angola. Eles querem tomar o poder dessa forma”.

    “Manifestações democráticas fazem-se com pedras, com paus, com garrafas?”, perguntou aquele que se tem como o cabo eleitoral de maior peso na decisiva praça política capitalina, antes de fazer outra acusação grave: “No Bié organizaram uma manifestação contra a Polícia e do seio dela irromperam homens armados”.

    Luís Fernando
    Fonte: O Pais
    Foto: O Pais

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Irão lança ataque com mais de 100 drones contra Israel em retaliação

    O Irã lançou um ataque com drones contra Israel em um ato de retaliação, neste sábado (13). “Compreendemos essas...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema