Estatuto Editorial do Portal de Angola

1. O Portal de Angola é um meio de comunicação isento e apartidário. Publicamos informação de diversas fontes, obedecendo a um rigoroso critério de selecção.

2. O Portal de Angola  aposta na informação e divulgação de Angola no mundo em língua portuguesa, que pretende ser uma referência para todos os Angolanos.

3. O Portal de Angola  disponibiliza diversos canais temáticos de informação, cultura e negócios, onde se oferece um conteúdo vasto e de interesse generalista e está acessível na World Wide Web através do seguinte endereço: www.portaldeangola.com

4. O Portal de Angola  edita informação credível, rigorosa e actual.

5. O Portal de Angola rejeita o sensacionalismo e pretende ser um órgão informativo nos países de língua portuguesa e uma referência comunicacional em Angola.

6. O Portal de Angola  respeitará os direitos e deveres consagrados na Carta Universal dos Direitos do Homem (Nações Unidas), a Constituição da República de Angola e nas Leis Internacionais de Imprensa e nos Códigos Deontológicos dos Jornalistas adoptados pela Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) e Repórteres Sem Fronteiras (RSF).

7. O Portal de Angola distinguirá sempre os géneros informativos, opinativos e interpretativos de modo a não defraudar os seus leitores e anunciantes.

8. O Portal de Angola  reserva-se o direito de relacionar, interpretar e emitir opinião sobre quaisquer factos.

9. O Portal de Angola dá especial destaque à informação angolana mas acompanhará de perto os acontecimentos internacionais e tudo o que for do interesse público nos países de língua oficial portuguesa, nomeadamente no Brasil e em Portugal.

10. O Portal de Angola  privilegia a interactividade e ambiciona ser um ponto de encontro entre todos os angolanos espalhados pelo Mundo.

11. O Portal de Angola  tem a convicção de que a garantia dos Direitos Humanos, a pluralidade de ideias e comportamentos, são premissas para um maior desenvolvimento social, cultural, e económico e religioso da sociedade actual.

12. O Portal de Angola é propriedade privada mas respeitará integralmente as leis em vigor na República de Angola.