Urbanização do Jardim do Éden: Nem água nem segurança

(Foto: Adjali Paulo)

Falta muito à Urbanização do Jardim do Éden, em Luanda, para que possa ser considerada um paraíso por quem lá vive. Das 800 moradias existentes, apenas cerca de 40 são abastecidas pela EPAL. A insegurança é outra situação que tem tirado o sono aos moradores.

O grito de socorro foi lançado ao Novo Jornal pela coordenadora da comissão de moradores da urbanização, Ana Freire, que, durante o apelo, esteve ladeada por três dos seus colaboradores directos e coordenadores de rua: Desidério Inglês, Maria Dulcínia e Aleixo da Palma.

A urbanização é circundada por duas vias principais, que foram homenageadas com nomes de dois rios – Kwanza e Longa -, que representam a abundância de água no país. No entanto, para a maioria dos moradores, há muito que os citados rios “já secaram”, dada a carência do líquido precioso. (Novo Jornal Online)

DEIXE UMA RESPOSTA