Trump chega ao Japão, parada inicial de sua 1ª visita oficial à Ásia

O presidente dos EUA, Donald Trump, acena ao lado da primeira-dama, Melania Trump, ao chegar ao Japão, na noite deste sábado (4) (Foto: REUTERS/Jonathan Ernst)

Presidente dos EUA deve manter dura retórica contra a Coreia do Norte durante viagem de 12 dias.

O presidente dos EUA, Donald Trump, chegou na manhã deste domingo (5), no horário local, ao Japão, a parada inicial de sua primeira visita à Ásia. Segundo a agência Reuters, Trump chega ao continente asiático defendendo sua dura retórica contra a Coreia do Norte.

Trump inicia por Tóquio uma viagem asiática de 12 dias durante a qual a Coreia do Norte deve ocupar o topo da agenda em reuniões com o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe e outros líderes.

A bordo do Air Force One, o presidente americano disse que as discussões sobre Pyongyang ocuparão um lugar proeminente nas conversas com outros líderes asiáticos à medida que as tensões se elevem em relação aos seus disparos de mísseis e de testes nucleares.

Durante coletiva a jornalistas, Trump afirmou que espera se reunir com seu colega da Rússia, Vladimir Putin, durante a viagem.

“Esperamos nos reunir com Putin, sim. Queremos que Putin nos ajude com a a Coreia do Norte, e nos reuniremos com outros muitos líderes”, comentou Trump para a imprensa que viajava com ele no Air Force One antes de aterrar na base americana de Yokota (oeste de Tóquio).

O presidente russo deve participar da cúpula de líderes do Fórum de Cooperação Económica de Ásia-pacífico (Apec) no Vietname, da qual também vai participar Trump durante sua extensa viagem asiática.

Trump não quis fazer nenhum comentário em relação às recentes críticas recebidas pelo ex-presidente americano, George H. W. Bush, que disse que Trump é um “fanfarrão” guiado pelo seu ego.

“Não responderei com nenhum comentário. Não preciso de manchetes. Não quero que a sua estratégia tenha sucesso”, disse aos veículos de imprensa o presidente antes de aterrar no Japão.

Visita à Ásia

Além do Japão, Trump viajará para Coreia do Sul, China e Filipinas nas próximas duas semanas.

Essa é a primeira viagem do presidente americano à região desde que foi eleito há um ano. A expectativa é que a Coreia do Norte esteja no centro de todos os diálogos.

Em sua agenda, destacam-se cúpulas regionais-chave, mas também encontros bilaterais, entre eles um com seu colega chinês, Xi Jinping, e outro com o polémico homem forte das Filipinas, Rodrigo Duterte.

A Casa Branca tem enfatizado a duração da viagem asiática – a mais longa de um presidente americano desde a George H.W. Bush em 1991 – como uma prova do compromisso de Trump com a região.

Pearl Harbor

Antes de chegar ao Japão, o presidente americano fez uma escala no Havaí, onde fez uma homenagem no memorial de Pearl Harbor.

O presidente e sua esposa, Melania, lançaram pétalas de flores nas águas do USS Arizona Memorial, que recorda os militares americanos mortos no ataque surpresa por parte do Japão em 1941 – ataque este que deflagrou a entrada dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial. (G1)

DEIXE UMA RESPOSTA