Segunda turbina de Laúca volta a fornecer energia eléctrica

Laúca (Angop)

A segunda turbina da barragem hidroélectrica de Laúca, localizada no município de Cacuso, voltou a partir da tarde desta quarta-feira a fornecer energia eléctrica, após 4 dias de paralisação devido a infiltração de água das chuvas na casa das máquinas.

A informação foi dada hoje (Quinta-feira) à Angop pelo director do projecto Laúca, Elias Estevão, tendo realçado que a unidade entrou em funcionamento às 18 horas de quarta-feira.

Fez saber que neste momento as duas unidades estão a gerar 500 megawatts de energia, para as províncias de Luanda, Malanje, Cuanza Norte e Uige.

De acordo com o responsável, a barragem de Laúca está em construção e toda obra tem alguns pontos vulneráveis, mas que medidas correctivas foram já tomadas no sentido de acautelar situações do género no futuro.

Fez saber que os trabalhos da montagem de outras unidades decorrem com normalidade, mantendo desta forma o cronograma de geração de energia da terceira unidade no próximo mês de Março de 2018.

Pediu desculpas à população pelos transtornos causados e reiterou que tudo está a ser feito no sentido de se repor a capacidade disponível de Laúca.

A infiltração de água ocorreu na sequência de uma chuva intensa, com um caudal de 22 mm (das 16h de domingo às 06h desta segunda-feira), que rompeu zonas vulneráveis daquele ponto da barragem (ainda em construção) e afectou as unidades geradoras da central.

Com a invasão das águas da chuva, ficaram afectadas as unidades geradoras 1 e 2.

Laúca, a maior barragem do país que começou a ser erguida em 2012, resulta de um investimento público de 4,3 mil milhões de dólares, como parte do projecto “Angola Energia 2025”, que prevê o aumento substancial da oferta de electricidade às populações e ao sector produtivo. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA