São Tome e Príncipe: Mais de um terço da população tem problemas de surdez (áudio)

(Voa)

A médica portuguesa Cristina Carroça concluiu também que o problema tem tido graves consequências na educação e economia do país.

Trinta e cinco por cento da população São-tomense tem problemas de surdez, diz um estudo publicado esta quinta-feira, 2 de Novembro.

Após seis anos de investigação foi concluido que a malária é principal factor que causa a surdez em São Tomé e Príncipe, país com cerca de 179 mil habitantes.

A médica portuguesa Cristina Carroça concluiu também que o problema tem tido graves consequências na educação e economia do país. (Voa)

DEIXE UMA RESPOSTA