Presidente da República lamenta morte de general João de Matos

Presidente da República, João Lourenço (Foto: Vanguarda)

O Presidente da República, João Lourenço, manifestou, hoje (sábado), profunda consternação pelo passamento físico, no Reino de Espanha, vítima de doença prolongada, do general João Baptista de Matos, “um valoroso filho da Pátria angolana”.

Em comunicado de imprensa, o Chefe de Estado ressalta que o general João Baptista de Matos faz parte da história recente da República de Angola e é uma referência para a juventude na defesa dos mais nobres valores da cidadania.

Refere que muito jovem juntou-se à luta de libertação nacional e percorreu uma brilhante trajectória, tendo chegado a desempenhar a função de Chefe do Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), cuja dedicação ao cargo elevou-se para a contribuição inequívoca do alcance da paz, reconciliação nacional e manutenção da integridade territorial.

O Presidente da República refere que o amor pelo país levou o general João de Matos a dedicar incansavelmente recursos ao seu dispor para a preservação da biodiversidade, tendo sido um dos principais impulsionadores da localização e protecção da Palanca Negra Gigante e do Parque Nacional da Kissama.

Augura que o seu exemplo de patriota, activista ambiental e empreendedor, acompanhe os angolanos, enquanto Nação, na construção de uma sociedade mais inclusiva e protectora do bem-comum.

“Neste momento de dor e luto, o Presidente da República, João Lourenço, curva-se perante a sua memória e endereça à família enlutada e às Forças Armadas Angolanas, os mais sentidos pesares”.

General na reforma, João de Matos foi o primeiro Chefe do Estado Maior General das FAA. Faleceu aos 62 anos de idade. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA