Polícia chilena prende ex-agente de Pinochet foragido da justiça

Simpatizantes do ex-ditador Augusto Pinochet durante manifestação em Santiago em 7 de setembro de 2005 (Afp)

A polícia chilena prendeu no sábado Reimer Kolhitz Fell, um ex-agente de inteligência da ditadura de Augusto Pinochet foragido da justiça desde que foi condenado pelo assassinato de duas pessoas em 1984.

Kolhitz, ex-coronel do exército e ex-agente da Central Nacional de Informações (CNI), o serviço de inteligência de Pinochet entre 1977 e 1990, era procurado pela polícia há dois anos, quando foi condenado a seis anos de prisão pelo assassinato de dois militantes de esquerda em Santiago, em plena ditadura militar.

A notícia da detenção foi divulgada pela Subsecretaria de Interior em sua conta no Twitter.

O ex-agente foi detido por policiais perto da localidade de Corerrehue – na fronteira com a Argentina -, na região de Araucanía, durante uma operação de combate às drogas.

Kolhitz atravessou a fronteira entre Argentina e Chile a pé e entrou em um veículo que provocou suspeitas dos policiais.

Depois de ser identificado, o foragido foi detido e deve ser transferido para uma penitenciária para cumprir a pena por homicídio.

Durante a ditadura de Pinochet (1973-1990), quase 3.200 pessoas foram assassinadas e 38.000 foram torturadas, de acordo com dados oficiais. (Afp)

DEIXE UMA RESPOSTA