Núcleo de Agostinho Neto vence festival

Imagem ilustrativa (DR)

O espectáculo “Temas e cânticos”, do núcleo de teatro da Universidade Agostinho Neto (UAN), é o grande vencedor da sexta edição do Festival de Teatro Universitário, que decorreu até o último final de semana, em várias salas de Luanda.

Adaptado de uma miscelânea de poemas do livro “Sagrada Esperança”, o mais popular e mediatizado de Agostinho Neto, o drama, com mais de 40 minutos, transmite as ânsias e raivas dos residentes de bairros e musseques.

O júri considerou o núcleo de teatro da UAN o que melhor respeitou os critérios de avaliação e mais próximo esteve das histórias que inspiraram a criação da peça.

As qualidades de cenografia, sonoplastia e a capacidade de representação dos actores na peça “Temas e cânticos” fizeram com que o representante da UAN se sobrepusesse às demais companhias, disse o presidente da Associação do Teatro Universitário, para quem “a peça, apesar de ser uma mistura de vários poemas, convida a reflectir sobre muitos aspectos presentes nos textos de Sagrada Esperança”.
Hermenegildo Aguiar considerou, por outro lado, a literatura nacional imprescindível para o trabalho dos dramaturgos “e por esse motivo continuam a merecer a atenção das companhias de teatro”.

Com a peça “Uanga”, adaptada do livro homónimo de Óscar Ribas, a companhia de teatro da Universidade Jean Piaget ocupou o segundo lugar, enquanto o troféu referente ao terceiro lugar foi entregue a Associação de Teatro da Universidade Católica de Angola, que participou com a peça “Um amor para toda vida”, inspirado na prosa “O Planalto e a Estepe”, de Artur Pestana “Pepetela”.

O festival universitário promoveu palestras sobre “O teatro no desenvolvimento do estudante universitário”, proferido pelo presidente da Associação do Teatro Universitário, Hermenegildo Aguiar, e “O teatro histórico – científico”, pelo professor e dramaturgo francês Arnal Francis.

O festival decorreu de 1 a 5 de Novembro sob o lema “Um livro, uma história, uma paixão” e teve ainda como concorrente a Universidade José Eduardo dos Santos, afecta à quinta Região Académica. Participaram como convidados as companhias Olombangue, do Bié, Projecto Vela Angola, Protevida e Monte Sinai, todos de Luanda. (Jornal de Angola)

DEIXE UMA RESPOSTA