Moçambique : Mais de 300 polícias suspeitos de corrupção

(DR)

Pouco mais de trezentos agentes da polícia moçambicana poderão ser expulsos da corporação, pelo alegado envolvimento em actos de corrupção e extorsão de cidadãos nacionais e estrangeiros. A posição foi assumida pelo porta-voz do Conselho Coordenador do Ministério do Interior, Joaquim Bule.

Trezentos e vinte membros da Polícia de Trânsito, Migração e Investigação criminal respondem em tribunal devido a actos de corrupção praticados por todo o país, entre Janeiro e Setembro do corrente ano.

Joaquim Bule, porta-voz do vigésimo sétimo Conselho Coordenador do Ministério do Interior, que decorreu nos últimos três dias na província de Gaza – no sul de Moçambique – afirmou que o Ministério do Interior não começou a luta contra a corrupção com este caso, mas “desde que este mal existe”.

Quanto a este caso particular, afirmou que os processo disciplinares estão a decorrer, e 180 já correm os trâmites legais. Joaquim Bule salientou que, pela gravidade das infracções cometidas, haverá penas de expulsão. (RFI)

DEIXE UMA RESPOSTA