Milhões de dólares desperdiçados em urinóis públicos que já não funcionam

(DR)

Trinta e quatro urinóis montados em diversos pontos da capital, numa iniciativa da Comissão Administrativa da Cidade de Luanda para acudir à população no que diz respeito às necessidades fisiológicas, deixaram de funcionar três meses depois de serem colocadas. Na sua maioria encontram-se sujos, malcheirosos e sem portas, facto que contrasta com o montante de sete milhões de dólares que o Estado angolano investiu no projecto.

Os urinóis foram projectados para todos os municípios de Luanda, num orçamento de sete milhões de dólares. Dos 100 equipamentos apenas 34 foram montados e 15 funcionaram sob gestão da empresa “Gente a Gente”, que se afastou do projecto depois de três meses, justificando a saída com a falta de garantias de pagamento e de uma segurança jurídica contratualizada.

A estrutura é agora aproveitada pelos sem-abrigo que fazem do espaço o seu esconderijo, motivo que leva alguns citadinos a voltar a urinar em locais impróprios.

Recorde-se que cada unidade custou 70 mil USD, montante divulgado em 2013 ao semanário Expansão (Novo Jornal Online)

DEIXE UMA RESPOSTA