Marinha de Guerra homenageia heróis

Comandante Adjunto da Marinha de Guerra no Soyo (Fotografia: Adolfo Dumbo | Edições Novembro - Soyo)

A Marinha de Guerra considera que a conquista da Independência Nacional, a democracia e os caminhos do progresso económico e social que Angola está a trilhar devem-se à entrega dos heróicos combatentes, conhecidos e anónimos, que deram as suas vidas para o bem-estar de todos os angolanos.

De acordo com o comandante-adjunto para a Educação Patriótica da Região Naval Norte da Marinha de Guerra Angolana, contra-almirante Cosme Faria, que falava ontem no Soyo, província do Zaire, após a deposição de uma coroa de flores no túmulo do soldado desconhecido, o acto serviu para lembrar e homenagear aqueles que deram a sua vida pela Independência e pela democracia.

“Para a Marinha de Guerra Angolana, e em geral para as Forças Armadas Angolanas (FAA), este acto encerra uma grande importância, já que neste dia relembramos todos aqueles que partiram para o além, pelo facto de terem dado o melhor de si para a Independência nacional e na luta pela democracia”, frisou Cosme Faria.

O comandante-adjunto para a Educação Patriótica da Região Naval Norte da Marinha de Guerra Angolana disse que aqueles que tombaram em nome da Pátria, dando o melhor que o ser humano possui, a vida, jamais são esquecidos. “Um acto como este é que nos faz crer que estamos próximos daqueles que já partiram. Para todos os defuntos anónimos que deram as suas vidas por esta Angola e pela sua Independência, nós endereçamos às famílias um sentimento de conforto que simboliza a aproximação entre os vivos e os defuntos”, concluiu o contra-almirante Cosme Faria (Jornal de Angola)

DEIXE UMA RESPOSTA