Manifestações da oposição impedidas na região central do Togo

Manifestações no Togo (Africanews/Arquivo)

A cidade de Sokodé, na região central do Togo e muito envolvida no movimento de contestação política em curso no país, não realizou as manifestações por reformas constitucionais e institucionais anunciadas e autorizadas para esta terça-feira, por intervenção das forças da ordem.

Segundo testemunhos concordantes chegados à PANA na capital togolesa, Lomé, membros das forças de segurança munidos de bastões invadiram, nas primeiras horas da manhã, a cidade considerada como rebelde na região central do país.

“Qualquer tentativa de manifestação foi abafada”, indicam testemunhas oculares que falam em vários feridos, notando que as forças de segurança impediam qualquer concentração de pessoas e que os recalcitrantes eram batidos.

A cidade de Sokodé tem estado na mira do regime que a considera como rebelde e onde o imame Tchikpi Atchadam, próximo do líder do Partido Nacional Panafricano (PNP) e nova ponta de lança das contestações no Togo, está detido há quase duas semanas, por um sermão alegadamente perigoso que teria incitado à morte dos soldados governamentais.

Contactado pela PANA, o Ministério da Segurança não deu nenhuma resposta.

Desde o início das contestações, em agosto passado, Sokodé, que passou a liderar este movimento na região central do país, pagou um preço elevado com uma dezena de mortos. (Panapress)

DEIXE UMA RESPOSTA