Lunda Sul: Escassez de profissionais qualificados preocupa responsável da saúde

LUNDA SUL: COSTA SAMUQUINDA - DIRECTOR DA SAÚDE NA LUNDA SUL (FOTO: QUINTAS BENJAMIM)

A escassez de recursos humanos qualificados para corresponder a demanda de pacientes que acorrem às unidades sanitárias na província da Lunda Sul constitui preocupação da Direcção Provincial da Saúde, afirmou quarta-feira, em Saurimo, o seu director, Costa Samuquinda.

O responsável falava durante um encontro de auscultação que o governador provincial, Ernesto Kiteculo, manteve com os técnicos do sector da saúde, que visou identificar as principais dificuldades da classe.

Realçou que o sector na região debate-se com a falta de verbas para reparação dos equipamentos hospitalares, situação que tem dificultado o manuseamento integral dos aparelhos.

“Registamos ainda escassez de equipamentos de conservação das vacinas, falta de anestesiologista, ginecobstreta e neonatologista, facto que tem criado transtornos no exercício da nossa actividade”, salientou.

Por outro lado, o responsável defendeu a necessidade de se acelerar as obras dos hospitais municipais de Cacolo e Saurimo, bem como da maternidade provincial, com vista a aumentar a capacidade de internamento na região.

A província da Lunda Sul conta com cerca de 107 unidades sanitárias distribuídas nos quatro municípios (Cacolo, Dala, Muconda e Saurimo). (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA