Luís Gomes Sambo reage as acusações de desvios de fundos

(Foto: César Magalhães)

Foi o ministro da fase de maior aperto no pelouro da Saúde no último Governo de José Eduardo dos Santos. Responsável pela frente aberta contra as epidemias de febre-amarela, paludismo e cólera, Luís Gomes Sambo foi recentemente acusado de desviar 40 milhões de dólares. A acusação serviu de mote para uma conversa sem rodeios com o ex-ministro.

O ex-ministro da Saúde nega, em entrevista ao Novo Jornal, as acusações postas a circular nas redes sociais sobre ligações a actos ilícitos.

“Fui responsável pela gestão de milhões e mesmo biliões de dólares […] e nunca fui acusado de fraude ou desvio de fundos”, sublinha Luís Gomes Sambo, recordando a passagem pela Organização Mundial da Saúde.

O antigo governante revela ainda que “estava consciente” de que deixaria o Ministério da Saúde com a mudança de Executivo. (Novo Jornal Online)

DEIXE UMA RESPOSTA