Línguas nacionais devem constar no currículo escolar

Alunos da Caála esclarecidos sobre a Lei contra à Violência Doméstica (Foto: Angop)

A inserção das línguas nacionais no sistema de ensino público e a formação de quadros na área da linguística é uma das preocupações dos especialistas angolanos em línguas africanas, que também chamam atenção para a promoção e valorização dos idiomas maternos.

A preocupação vai ser apresentada na quarta-feira, na União dos Escritores Angolanos (UEA), na habitual Maka à Quarta-Feira, pelos docentes universitários António Januário e Miguel Lubwatu, onde foi analisado o tema “Política linguística e sugestões epistemológicas para replanificação das línguas locais de Angola”, uma actividade promovida pelo Movimento Litteragris, em parceria com a UEA. (Jornal de Angola)

DEIXE UMA RESPOSTA