Jornalismo Cultural e Festividades Populares no “banquete” do Prémio Nacional de Cultura e Artes

Prémio de jornalismo 2014 (Foto: Angop)

As disciplinas de Jornalismo Cultural e Festividades Culturais Populares são as novas categorias introduzidas este ano na premiação do Prémio Nacional de Cultura e Artes, uma promoção do Executivo Angolano, através do Ministério da Cultura.

No âmbito do novo regulamento do prémio aprovado na 3ª sessão ordinária do Conselho de Ministros, de 12 de Abril de 2017, a lista é fechada com a modalidade de Design e Moda, que este ano ainda não foi avaliada.

À margem nas edições passadas, nas quais foram apenas distinguidos os criadores ligados as modalidades de Literatura, Artes Plástica, Música, Teatro, Cinema e Audiovisual e Investigação em Ciências Humanas e Sociais, o Ministério da Cultura, sob liderança da sua titular, Carolina Cerqueira, juntou a lista as três outras categorias como forma de também reconhecer e enaltecer o trabalho desenvolvido pelos homens e mulheres envolvidos nas modalidades em referencia.

Sobre as novas modalidades, a ministra Carolina Cerqueira afirmou que o Prémio Nacional de Cultura e Artes já atingiu grandes patamares e interesse da parte da opinião pública, dos artistas e dos concorrentes nas diversas modalidades.

A ministra disse ser necessário modernizar o prémio e adaptá-lo a conjuntura actual do país, tanto do ponto de vista financeiro, como do ponto de vista de abertura para outras modalidades, atractivas como a moda angolana e africana, as danças desportivas e os festivais tradicionais.

O Prémio Nacional de Cultura e Artes é atribuído, nomeadamente literatura, artes plásticas, dança, música, teatro, cinema e audiovisuais e investigação em ciências humanas e sociais.

O prémio visa incentivar a criatividade nos domínios literários, artístico e da investigação científica no âmbito das ciências humanas e sociais, promover a qualidade da produção do cinema e áudio – visuais das artes de espectáculos, nomeadamente a encenação de obras teatrais, dança, música, bem como a promoção dos bens culturais e de conhecimento através da publicação, divulgação e valorização.

O prémio constitui uma homenagem e incentivo ao génio criador dos angolanos, de modo a perpetuar no seio dos cidadãos ideias tendentes a compreensão das múltiplas formas da criação artística e diversidade das manifestações linguísticas e culturais do povo e da nação.

O Prémio Nacional de Cultura e Artes é a mais importante distinção do Estado Angolano neste sector, tendo como principal objectivo incentivar a criação artística e cultural, bem como a investigação científica no domínio das ciências humanas e sociais. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA