Governador pede apoio institucional para Cabinda

GOVERNADOR DE CABINDA, EUGÉNIO LABORINHO (FOTO: PEDRO PARENTE)

O governador de Cabinda, Eugénio Laborinho, pediu nesta quarta-feira o apoio institucional do Presidente da República, João Lourenço, para fazer da província uma terra melhor para viver.

Eugénio Laborinho, que falava durante a abertura da 1ª sessão ordinária da Comissão Económica do Conselho de Ministros, disse estar determinado em trabalhar para mostrar que Cabinda é muito mais que o seu petróleo.

Destacou a crescente actividade pesqueira artesanal, agrícola e agro-precuário na região.

Entendemos, prosseguiu o governador, que Cabinda precisa de uma solução estratégica e integrada que permita solucionar definitivamente os seus problemas estruturantes.

Sugeriu a realização de estudos de viabilidade para a construção de uma barragem na região, banhada por vários rios.

Essa sugestão do governador visa encontrar soluções para por cobro as frequentes falhas no fornecimento de energia eléctrica que a província enfrenta.

Eugénio Laborinho referiu-se ao desemprego em massa que assola os jovens da província, em função de serem dispensados do campo petrolífero do Malongo, que é o maior empregador da região.

Propôs a criação de um estatuto especial para Cabinda no quadro da Constituição, dos diplomas do Ministério da Administração do Território e da reforma do Estado que define um novo modelo de organização administrativa.

A economia de Cabinda é dominada pela exploração petrolífera, indústria da madeira, agricultura, pecuária e pela actividade pesqueira. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA