Fundo Soberano investiu 13 milhões de dólares em paraísos fiscais

(DR)

Investimento de 13 milhões de dólares americanos efectuado pela Quantum Global consta do esquema de fuga aos impostos do mediático caso dos Paradise Papers, que revelou igualmente o envolvimento do Fundo Soberano angolano.

O Fundo Soberano de Angola, uma das entidades indirectamente envolvidas no intricado esquema de fuga aos impostos, denominado Paradise Papers, permitiu à Quantum Global Africa Management Ltd um investimento de “alto risco” avaliado em 13 milhões de dólares americanos, apurou o Novo Jornal de um documento a que teve acesso, emitido pela Appleby, um escritório de advocacia especializado em finanças offshore.

A mais recente fuga de informação à escala mundial, a que o Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (CIJI) baptizou com o nome de Paradise Papers, tem origem em 13,4 milhões de ficheiros que chegaram às mãos de jornalistas do Süddeutsche Zeitung e partilhados com os outros media do CIJI, do qual é parte o semanário português Expresso.

Foi graças a estes ficheiros que um outro jornal, o suíço Le Matin Dimanche, parceiro do consórcio de jornalistas, que as informações sobre os investimentos angolanos geridos pela Quantum Global vieram a público. (Novo Jornal Online)

DEIXE UMA RESPOSTA