Escassez de água em São Tomé

São Tomé. (ISSOUF SANOGO / AFP)

São Tomé está a atravessar um período de escassez de água. De acordo com a Empresa de Água e Electricidade de São Tomé e Príncipe (EMAE), a sua capacidade está a um terço e a culpa é alterações climáticas e da redução dos caudais.

A escassez de água registada em São Tomé tem a ver com a redução dos caudais das nascentes que alimentam sistemas de água e com o facto de o período seco ter sido de quatro meses contra os habituais três meses. Nesse período, foram esgotadas todas as reservas de água nos depósitos.

Por outro lado, as alterações climáticas também estão a ter a sua quota de responsabilidade, de acordo com a Empresa de Água e Electricidade de São Tomé e Príncipe (EMAE).

Os sistemas de água que habitualmente produzem 600 metros cúbicos por hora estão agora a produzir 400 metros cúbicos.

Oiça aqui a reportagem de Maximino Carlos, correspondente em São Tomé. (RFI)

DEIXE UMA RESPOSTA