Encerrado mercado da BCA no Cazenga

Mercado da BCA (DR)

Os vendedores do mercado da BCA, no município do Cazenga, Luanda, começaram hoje a ser transferidos para os mercados da Deolinda Rodrigues, Asa Branca, Kwanzas, Sucupira e Augusto Ngangula, disse ao Novo Jornal Online o administrador municipal do Cazenga.

Victor Nataniel Narciso “Tany Narciso” disse que a transferência de todos os vendedores enquadra-se no programa de acção do Governo da província de Luanda visando o combate à venda desordenada na capital.

Os vendedores estão a ser transferidos definitivamente para os mercados existentes nas imediações do Cazenga “devido à desordem que se vem registando” na BCA (Base Central de Abastecimento das Forças Armadas Angolanas), explicou ainda “Tany Narciso”.

“São apenas três ruas que formam o mercado mas há uma desordem permanente muito grande. Face a isto, o funcionamento daquele local como praça não dá mais para continuar”, adiantou.

Segundo o administrador municipal, todo o comércio ligado aos armazéns e lojas vai continuar a funcionar de forma normal e os mesmos não serão retirados, assegurando que estão criadas as condições para que no próximo ano arranquem as obras de asfaltagem dos dois quilómetros que restam para a conclusão da 5.ª Avenida.

De acordo com este responsável, já não serão demolidas casas como estava previsto no projecto anterior: “O projecto de alargamento da 5.ª Avenida para quatro faixas de rodagem foi alterado, uma vez que não há casas suficientes para reposição”.

A possibilidade de serem transferidos os vendedores para o quintalão da FILDA está fora de questão, como também chegou a ser colocado como possibilidade, porque, explicou, “não se chegou a um acordo com a direcção da FILDA para que se ocupasse aquele espaço”.

No mês passado, o Novo Jornal Online esteve no mercado da BCA e conversou com alguns moradores, entre eles o casal André e Teresa Bongue, moradores na rua da pracinha desde 1996.

O casal, proveniente do Kwanza-Norte, disse que desde que habitam nesta zona, nunca tiveram sossego face à movimentação de pessoas e mercadorias que torna o bairro muito violento.

A famosa praça da BCA é conhecida por ser o maior centro de venda de produtos de cesta básica a nível da Província de Luanda, e o nome surgiu devido à proximidade entre o mercado e a Base Central de Abastecimento das Forças Armadas Angolanas (FAA). (Novo Jornal Online)

por Fernando Calueto

DEIXE UMA RESPOSTA