Convocados protestos na Coreia do Sul contra visita de Donald Trump

Trump durante entrevista na Casa Branca 17/10/2017 (REUTERS/Joshua Roberts)

Grupos civis sul-coreanos convocaram para este fim de semana protestos contra a visita do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que vai estar no país asiático na próxima terça e quarta-feira.

Pelo menos mil pessoas vão concentrar-se no distrito de Jongno, no centro da capital, Seul, para mostrar o seu desagrado pela visita de Trump, estando também previstas manifestações idênticas, em simultâneo, noutras cidades como Gwangju, Daejeon, Ulsan e Changwon, segundo detalharam os ativistas, em declarações reproduzidas pela agência de notícias sul-coreana Yonhap.

O Presidente dos Estados Unidos vai estar na Coreia do Sul entre os próximos dias 07 e 08 para se reunir com o seu homólogo, Moon Jae-in, e abordar o desenvolvimento do programa nuclear e de mísseis da Coreia do Norte, e o acordo bilateral de comércio livre, entre outros.

Grupos progressistas sul-coreanos têm culpado a postura política de Donald Trump — com a sua retórica bélica relativamente ao regime liderado por Kim Jong-un — pelo agudizar da tensão na península coreana.

Os grupos civis pediram ao Presidente da Coreia do Sul para tomar medidas como suspender as manobras militares conjuntas de Seul e Washington para que Pyongyang aceite sentar-se à mesa das negociações.

Em sentido inverso, segundo a Yonhap, é esperada a realização de concentrações a favor da visita de Donald Trump por parte de organizações conservadoras, partidárias da aliança entre Seul e Washington. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

DEIXE UMA RESPOSTA