Carlos Lamartine vence Prémio Nacional de Cultura e Artes na modalidade de música

Carlos Lamartine - Músico angolano (Foto: Lucas Neto)

Considerado um dos grandes artífices da música angolana, o músico e compositor Carlos Lamartine foi anunciado nesta terça-feira, em Luanda, vencedor do Prémio Nacional de Cultura e Artes 2017.

Segundo o júri do prémio promovido anualmente pelo Ministério da Cultura, as suas composições e interpretações assentam não apenas na música popular urbana, mas também abordam os géneros satírico e revolucionário, a trova e o folclore, que enriquecem e valorizam o universo contemporâneo da música angolana.

José Carlos Lamartine Salvador dos Santos Costa nasceu em Benguela no dia 29 de Março de 1943.

Com 71 anos de idade, Lamartine foi um dos fundadores dos grupos Os Kissuekeia e Macacos do Ritmo, tornando-se posteriormente vocalista dos Águias Reais.

Carlos Lamartine representa uma geração que elegeu como princípios básicos de criação artística o tratamento e valorização do cancioneiro popular, a exaltação da história política de Angola, a liberdade, a emotiva celebração da independência e a defesa dos valores culturais da africanidade.

Carlos Lamartine gravou o seu primeiro single em 1970, com a etiqueta “Ngola”, um disco que inclui as canções: “Bazooka” e “Jesus Dialá Uá Kidi”.

Em 1974, surge o LP “Angola no I”, um monumento discográfico da canção política, com a etiqueta da CDA, gravado com o conjunto “Merengues”.

O último disco de Carlos Lamartine tem como título “Caminhos Longos”, editado e publicado em 2007. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA