Cabo Verde não reconhece declaração unilateral da independência de Catalunha

Bandeira de Cabo Verde (Foto: Lusa/D.R)

O Governo de Cabo Verde declarou hoje que “não reconhece e nem reconhecerá” a “declaração unilateral” de independência pronunciada pelo parlamento da Catalunha no dia 27 de Outubro.

Num comunicado, o executivo cabo-verdiano condenou, uma vez mais, aquilo que classifica de “grave violação do Estado de Direito, da democracia e da constituição” assim ocorrida.

Por outro lado, declarou-se confiante e acreditando que o Governo espanhol e as suas instituições democráticas tudo farão para restaurar a ordem constitucional, garantido assim os direitos e as liberdades de todos os cidadãos.

Já semana passada o Governo de Cabo Verde expressou a sua “solidariedade inequívoca” com o Governo espanhol, defendendo uma Espanha “una e indivisível” e repudiando “todas as tentativas inconstitucionais de alteração política” no país.

O parlamento regional da Catalunha aprovou na sexta-feira a independência da região, numa votação sem a presença da oposição, que abandonou a assembleia regional e deixou bandeiras espanholas nos lugares que ocupavam.

Ao mesmo tempo, em Madrid, o Senado espanhol deu autorização ao Governo para aplicar o artigo 155º. da Constituição para restituir a legalidade na região autónoma.

O executivo de Mariano Rajoy, do Partido Popular (direita), apoiado pelo maior partido da oposição, os socialistas do PSOE, anunciou no sábado a dissolução do parlamento regional, a realização de eleições em 21 de Dezembro próximo e a destituição de todo o Governo catalão, entre outras medidas. (Inforpress)

DEIXE UMA RESPOSTA