Cabo Verde e China negoceiam acordo para promover ligações aéreas

TACV (DR)

Cabo Verde e a China estão a negociar um acordo aéreo que deverá permitir às companhias chinesa Capital Airlines e cabo-verdiana TACV voarem entre os dois países, anunciou hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros.

“Há possibilidade de fazermos um acordo aéreo com a China para permitir que uma companhia chinesa, a Capital Airlines, possa voar para levar turistas para Cabo Verde, assim como a TACV Internacional voaria para a China”, disse Luís Filipe Tavares, citado pela agência cabo-verdiana de notícias Inforpress.

O ministro dos Negócios Estrangeiros e da Defesa falava à Inforpress, a partir de Pequim, onde hoje terminou uma visita de cinco dias à China.

O assunto foi um dos temas do encontro que Luís Filipe Tavares manteve com o ministro dos Negócios Estrangeiros chinês, Wang Yi, e durante o qual os dois ministros passaram em revista a cooperação bilateral.

Segundo Luís Filipe Tavares, as negociações do acordo já começaram e deverão estar concluídas em meados de 2018.

O chefe da diplomacia cabo-verdiana abordou também com as autoridades chinesas novas perspetivas da cooperação na área da defesa, ordenamento do território, segurança portuária e economia marítima.

“A China é parceira estratégica de Cabo Verde na implementação do projeto da Zona Económica Especial de São Vicente que deverá ter início em 2018/2019”, lembrou Tavares.

Durante a visita, Luís Filipe Tavares manteve também um encontro com o seu homólogo da área da Defesa, com a possibilidade de renovação, no próximo ano, do acordo de defesa de 2012 em perspetiva.

“Espera-se que a assinatura do novo acordo de defesa entre os dois países aconteça em 2018, na Praia”, disse, frisando que a cooperação na área da defesa contempla a formação de militares cabo-verdianos nas academias chinesas, fornecimento de fardamento e material diversos para as forças armadas. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

DEIXE UMA RESPOSTA