AON Internacional avisa para riscos elevados de seguros em Angola

(Voa)

O relatório da AON Internacional, líder mundial de seguros e resseguros, aponta Angola como sendo um dos países com risco “severo” para negócios devido à corrupção, nepotismo , burocracia e falta de mão-de-obra qualificada.

No seu mapa anual de risco político, aquela multinacional mantém Angola na rota dos países com risco político, entre 170 Estados, em função das ameaças para investidores.

O relatório afirma que efeitos das eleições de 23 de Agosto deste ano e da mudança de Presidente não se reflectem ainda nos riscos a que estão expostos os que efectuam transações comerciais, realizam investimentos directos, gerem uma cadeia de distribuição ou possuem activos móveis como máquinas em Angola.

A AON Internacional destaca que, apesar de as eleições terem diminuído os níveis de violência política, os riscos económicos aumentaram devido à diminuição das receitas petrolíferas desde 2014.

O relatório refere que o ambiente de negócios continua a ser “extremamente desafiante”, com riscos muitos altos de interferência política na economia por causa da má qualidade e governação e da fraca regulação .

O activista e jornalista Rafael Marques, que nos últimos anos tem denunciado casos de corrupção e de nepotismo em Angola, diz haver muitos exemplos que indicam insegurança no investimento estrangeiro no país.

Por seu turno, o economista Faustino Mumbika entende que os riscos reportados têm uma forte base de sustentação, em virtude de os quadros nomeados para os cargos públicos pelo Presidente João Lourenço não garantirem segurança do investimento estrangeiro.

Mumbika sustenta o seu ponto de vista com uma alegada pressão que José Eduardo dos Santos estaria a fazer, enquanto presidente do MPLA, para que persistam a corrupção e a impunidade no Governo de João Lourenço.

Para o também economista José Matuta Cuato, as conclusões do relatório resultam do facto de o Governo de Angola fazer “tábua rasa” às inúmeras observações feitas por especialistas. (

DEIXE UMA RESPOSTA