Ler Agora:
Governante augura identificação de novas fontes de financiamento
Artigo completo 2 minutos de leitura

Governante augura identificação de novas fontes de financiamento

O ministro do Comércio, Jofre Van-Dúnem Júnior, augurou nesta segunda-feira, em Luanda, a identificação de novas fontes de financiamento entre as empresas angolanas e indianas, visando o crescimento e a expansão de negócios nos dois países.

O governante, que falava durante o acto de proclamação da Câmara de Comércio e Indústria Angola-Índia (CCIAI), desafiou ainda esta organização a alargar a actividade de empresas angolanas na Índia, tendo em conta que as exportações angolanas naquele país são residuais e dependentes apenas do petróleo.

“Devemos ser capazes de garantir que os investimentos sejam direccionados para produtos inovadores e novas tecnologias de produção, criando mais-valias na aplicação do capital financeiro”, acrescentou.

Considerou a criação da CCIAI como vector de excelência para a promoção de negócios e intensificação das parcerias comerciais entre os dois países, que deverão servir como eixo principal de apoio à cooperação comercial entre empresários angolanos e indianos.

Referiu ainda que a criação desta organização vai facilitar o surgimento de várias iniciativas de investimento, tendo em conta as potencialidades económicas que ambos os países apresentam na cadeia de produção.

Reafirmou que actualmente a Índia compra 10% do petróleo produzido em Angola, sendo o segundo destino das exportações angolanas, seguido da China.

Além do sector petrolífero, prosseguiu, existe outras áreas com potencial para cooperar e incentivar a relação comercial bilateral, que deve ser feito através de adopção e concretização de mecanismos concisos e eficazes, ajudando a edificar a considerável ligação económica.

Sendo a Índia o segundo maior produtor de têxtil e vestuário no mundo, apelou a câmara a ajudar a expansão dos empreendimentos para as outras áreas produtivas, reflectindo no desenvolvimento socioeconómico do país.

Durante o acto de proclamação da CCIAI, assinado pelo ministro Jofre Júnior e o embaixador da Índia em Angola, Sushil Singhal, tomaram posse, entre vários membros, que compõem os órgãos sociais da câmara, Paulino Baiona, presidente da mesa da assembleia-geral, Nazim Charania, presidente de direcção, e Manuel Barros, no cargo de presidente do conselho fiscal, respectivamente.

Até 2013, as trocas comerciais entre Angola e Índia rondavam os 7,5 biliões de dólares norte-americanos, com a exportação do petróleo angolano, mas devido à situação da conjuntura financeira e económica baixaram para 3,5 biliões. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.