Após Estados Unidos, Israel anuncia que também irá deixar UNESCO

(REUTERS/ Thomas Coex)

Israel anunciou nesta quinta-feira (12) que pretende sair da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, “deu instruções ao ministro das Relações Internacionais para preparar a saída de Israel da organização, paralelamente aos Estados Unidos”, informou, em comunicado, o gabinete do chefe do Governo de Israel.

O comunicado israelita também afirma que “a Unesco se tornou o teatro do absurdo, onde se deforma a história, em vez de preservá-la”.

Os Estados Unidos também anunciaram que irão deixar a UNESCO no fim de 2017 por conta da “necessidade de reformas fundamentais da organização e do preconceito contra Israel”, nas palavras da porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert.

A UNESCO lamentou a decisão norte-americana em comunicado e relembrou que Washington interrompeu os repasses de recursos ao organismo em 2011, após a UNESCO reconhecer a Palestina como Estado-membro da entidade. (Sputnik)

DEIXE UMA RESPOSTA