Zaire: Vinte e sete pessoas morrem vítimas de mordedura de cães

ZAIRE: CAMPANHA ESPECIAL DE VACINAÇÃO CONTRA A RAIVA EM MBANZA KONGO (FOTO: PEDRO MONIZ VIDAL)

Vinte e sete pessoas morreram de Janeiro a Agosto deste ano, na província do Zaire, vítimas de raiva, na sequência de 293 mordeduras de animais de estimação supostamente contaminados por esta doença.

A informação foi prestada quinta-feira, à Angop, em Mbanza Kongo, pelo chefe de secção dos cuidados primários de saúde, Andrade Lunzayilawo Kianzuaku que sublinhou que o município de Mbanza Kongo registou 20 óbitos por raiva, das 101 mordeduras registadas, ao passo que o Soyo notificou seis mortes, num universo de 168 pessoas atacadas por animais raivosos.

O município fronteiriço do Nóqui registou uma morte, das 14 mordeduras que haviam sido notificadas pelas autoridades sanitárias da região, enquanto as circunscrições do Cuimba e Nzeto, registaram seis e quatro casos cada, sem provocar vítimas mortais.

O responsável fez saber igualmente que actualmente o município do Soyo é o único que a nível da província do Zaire continua a registar casos suspeitos dessa doença sem, no entanto, avançar dados.

Acrescentou que, durante o período em balanço, as autoridades sanitárias administraram vacinas anti-rábicas a 90 cidadãos mordidos por animais suspeitos com raiva e que para conter este mal foi criada uma comissão multi-sectorial integrada por técnicos da agricultura, saúde e administrações municipais com o objectivo de vacinar e recolher os animais vadios em todas as localidades.

Dados da direcção provincial da agricultura e desenvolvimento rural apontam que durante a campanha massiva realizada em Março do presente ano, foram vacinados cerca de dois mil animais de estimação. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA