Seul garante que Coreia do Norte está preparada para lançar um novo míssil

Líder da Coreia do Norte observa um míssil balístico, numa das unidades da Coreia do Norte (DR)

Governo sul-coreano não avançou com mais informação sobre quando o míssil poderá ser lançado ou para onde.

A Coreia do Sul detectou sinais de que Pyongyang prepara um novo lançamento de um míssil balístico que poderá ser intercontinental (ICBM), anunciou esta segunda-feira o Ministério da Defesa. Os sinais de que a Coreia do Norte “prepara um novo lançamento de míssil balístico têm sido constantemente detectados desde o teste de domingo”, declarou o ministério, em referência ao sexto ensaio nuclear norte-coreano.

O Governo sul-coreano não avançou com mais informação sobre quando o míssil poderá ser lançado ou para onde. Hoje o Ministério da Defesa estimou também que o sexto teste nuclear realizado pela Coreia do Norte teve uma potência de 50 mil toneladas. A confirmar-se, esta quantidade de energia significa que o teste foi cinco vezes mais potente do que o quinto ensaio nuclear realizado pela Coreia do Norte, em Setembro de 2016, e mais de três vezes superior ao da bomba que destruiu Hiroshima em 1945.

A Coreia do Norte testou no domingo a sua bomba nuclear mais potente até à data, um artefacto termonuclear que segundo o regime de Pyongyang pode ser instalado num míssil intercontinental. A comunidade internacional condenou unanimemente o novo desenvolvimento de armamento norte-coreano. Seul e Tóquio pediram mais sanções ao regime de Kim Jong-un. O Presidente norte-americano disse estar a avaliar a possibilidade de suspender comércio com qualquer país que tenha negócios com Pyongyang e insinuou que não descarta um ataque à Coreia do Norte. O Conselho de Segurança da ONU prevê reunir-se esta segunda-feira com o objectivo de analisar o novo teste nuclear norte-coreano. (Correio da Manhã)

DEIXE UMA RESPOSTA