SEF aperta controlo nas fronteiras depois de alerta terrorista

Serviços de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal (DR)

Inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras reforçaram a intensidade e o pormenor da análise dos documentos, nas fronteiras aéreas, marítimas e terrestres. O alerta terrorista foi dado na semana passada pelos Serviços de Informações e Segurança.

Depois do alerta terrorista que assustou na semana passada Portugal, através do Serviços de Informações e Segurança (SIS), o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) reforçou o controlo de documentos nas fronteiras aéreas, marítimas e terrestres, sabe o Correio da Manhã.

Apesar de o alerta ter sido considerado “difuso e por concretizar”, e apesar do nível de ameaça no país se ter mantido “moderado”, foi lançado um reforço às forças de segurança, com especial apelo ao rigor de patrulhamento e vigilância.

Luísa Maia Gonçalves, diretora nacional do SEF, ditou a ordem para que o controlo de documentos passasse a ser mais exigente. Os tempos de revisão documental nos aeroportos, postos marítimos, e fronteiras terrestres aumentou, com o objetivo de neutralizar possíveis ameaças terroristas, com mais rapidez. (Jornal Económico)

DEIXE UMA RESPOSTA