Sector industrial lidera formação técnico profissional no país

Embaixador de Angola no Brasil, Nelson Cosme ( arquivo) (DR)

O sector industrial, com 54 escolas, lidera o ranking do ensino técnico profissional e tecnológico em Angola, soube a Angop.

O facto foi revelado nesta segunda-feira, em Brasília (Brasil), pela directora nacional do ensino técnico profissional do Ministério da Educação, Julieta Octávio, durante a reunião técnica da CPLP sobre os desafios no ensino profissional.

De acordo com a responsável, que apresentava a relação entre o ensino técnico profissional e o género, atrás do sector industrial seguem-se a rede nacional das escolas técnicas públicas na área de administração e serviços, que conta com 32 escolas, a saúde (20), a agropecuária (12) e o ramo das artes (1), respectivamente.

Durante a reunião, Angola apresentou a sua visão sobre o uso das tecnologias na gestão das escolas técnicas profissionais, com base no sistema de informação de gestão do Ministério da Educação, que detalha a ligação existente entre o pelouro e as direcções provinciais, bem como as escolas em termos da gestão de dados.

Os participantes tiveram a oportunidade de conhecer o Programa Nacional de Formação de Quadros, que visa a promoção do emprego e a valorização dos recursos humanos nacionais.

Os resultados da reunião foram transmitidos ao embaixador de Angola no Brasil, Nelson Cosme, pela delegação angolana, que deu a conhecer que os participantes decidiram entre outras acções, partilhar a curto prazo as boas práticas e experiências sobre o empreendedorismo, necessidades educativas especiais e questões do género.

Na ocasião, o embaixador angolano mostrou à delegação do Ministério da Educação as oportunidades de formação existentes em Goiania (Brasil) para a formação de gestores de base de dados a nível do ensino profissional, tendo exortado a divulgação da realidade angolana em termos de formação profissional e tecnológica.

Conforme a decisão desta reunião, deverão ser realizadas periodicamente as jornadas de ensino profissional e tecnológico da CPLP. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA