“Rei da cocaína”, italiano, marido de uma angolana, foi detido no Uruguai depois de 23 anos em fuga

Morabito é procurado desde 1994 (DR)

Um dos mais procurados membros da máfia italiana foi detido no Uruguai, pondo fim a mais de 23 anos em fuga, informou o ministro do Interior italiano esta segunda-feira. Rocco Morabito tem 56 anos e é acusado de vários crimes, entre os quais ligações à máfia e tráfico de droga. De acordo com o La Repubblica, Morabito era um dos cinco criminosos considerados mais perigosos pelas autoridades italianas.

Morabito integrava a máfia ‘Ndrangheta, um dos mais poderosos grupos de crime organizado e um dos principais importadores europeus de cocaína vinda da América do Sul.

O homem foi detido em Punta del Este, resultado de uma investigação com a colaboração das autoridades dos dois países, afirmou o Ministério do Interior italiano num comunicado.

Detalha o jornal italiano La Repubblica que o criminoso se apresentava com o nome de Francesco Antonio Capeletto Souza e usava um passaporte brasileiro.

Morabito era procurado desde 1994, depois de ter sido apanhado num negócio de cerca de 6,72 milhões de euros que envolvia tráfico de cocaína. Tinha um mandado de captura internacional desde 1995 com pedido de extradição para Itália, onde o espera uma pena de 30 anos de prisão.

As autoridades detiveram também a mulher, de 54 anos, de nacionalidade angolana e com passaporte português. (Público)

DEIXE UMA RESPOSTA