Ministério do Interior promove quarta edição da Feira de Segurança Electrónica

Mateus Rodrigues, director do gabinete provincial de Comunicação Institucional e Imprensa do Ministério do Interior (Foto: Clemente dos Santos)

A quarta edição da Feira de Tecnologia de Segurança Electrónica realiza-se nos dias 23 e 24 do corrente mês, no estacionamento do Xyame Shopping, no distrito do Nova Vida, no município do Kilamba-Kiaxi, em Luanda, numa promoção da delegação provincial do Ministério do Interior (MININT).

A feira que conta com a colaboração da Associação de Empresas de Tecnologia e de segurança, tem como o objectivo prevenir e combater os crimes de roubo e furto de viaturas.

O director do gabinete provincial de Comunicação Institucional e Imprensa do Ministério do Interior, intendente Mateus de Lemos Rodrigues, disse hoje, quarta-feira, à Angop que o realce vai para o sistema GPS.

Os visitantes vão ter contacto com os produtos expostos e receberão informações sobre o funcionamento das valências dos equipamentos electrónicos vendidos, montados e assistidos pelas empresas expositora, com vantagens de preços promocionais.

O GPS tem sido a principal opção tecnológica adoptada pelos angolanos por ser de fácil instalação e os dados poderem ser obtidos em tempo real via internet.

Alertou que a instalação do sistema GPS tem facilitado a localização dos carros roubados e a pronta intervenção das forças de segurança.

Aconselhou os cidadãos a terem em conta este aspecto, para facilitar a localização dos meios em caso de roubo, “porque a polícia conta também com meios aéreos para o processo de recuperação dos automóveis furtados, desde que o proprietário faça participação”.

“Os bandidos podem roubar a viatura, mas ficam em posse dela apenas o tempo que demora a intervenção das forças policiais”, assegurou o inspector-chefe.

Na província de Luanda são roubados diariamente quatro a cinco viaturas modernas, para venda em outras localidades, utilizadas para acções delituosas ou para desmanche, no sentido das peças serem vendidas a retalho. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA