Mil 157 quilos de cocaína incinerados em Cabo Verde

Imagem ilustrativa (DR)

A Polícia Judiciária (PJ) de Cabo Verde incinerou, sexta-feira, mil 157 quilos de cocaína nos arredores da cidade do Mindelo, na ilha de São Vicente, apurou a PANA de fonte segura.

Segundo o diretor do Departamento do Mindelo da PJ, Anduleto Ribeiro, a incineração destes estupefacientes apreendidos, a 23 de agosto último, a bordo de um veleiro que viajava do Brasil para a Europa, se inscreve no cumprimento da lei.

Segundo a lei, acrescentou, cinco dias após a conclusão do relatório de exame, é determinada a destruição do produto apreendido.

Normalmente, trata-se de um trabalho feito com “muito cuidado” para garantir “a segurança e a eficácia” na destruição da droga, daí as fortes medidas de segurança que envolveram o processo, frisou.

O processo teve início ainda nas instalações da PJ, no Mindelo, com a pesagem da droga na presença de magistrados do Ministério Público e de outros altos responsáveis da polícia científica e de outros serviços.

Dali as viaturas que transportavam os 1063 pacotes, de cerca de um quilo cada, seguiram para o local pré-estabelecido, num percurso de sete minutos, acompanhados por viaturas da Polícia Nacional, dos bombeiros municipais e da comunicação social.

Sempre na presença de jornalistas e devtrês magistrados e sob fortes medidas de segurança, que envolveram, para além da PJ e da Polícia Nacional, elementos das Forças Armadas, procedeu-se nesse local a um teste rápido em alguns pacotes retirados aleatoriamente pelos presentes, jornalistas incluídos, seguindo-se a queima numa espécie de tanque de ferro envolvido com pneus, lenha, gasolina e gasóleo.

Segundo o operacional da PJ que procedia aos testes rápido, pela reação do produto “está-se na presença de cocaína” com “elevado grau de pureza”.

A queima desenvolveu-se em duas etapas, devido à quantidade da cocaína para destruição, num processo que durou cerca de quatro horas.

A apreensão desta droga, a segunda maior em termos de quantidade efetuada até agora em Cabo Verde, aconteceu a 23 de agosto, na sequência de uma busca efetuada ao veleiro Rich Harvest, de bandeira britânica, que se encontrava atracado na Marina do Mindelo, aparentemente, para prorceder à reparação de uma avaria.

A droga encontra-se acondicionada em 1063 pacotes e, durante a operação, a PJ deteve quatro indivíduos de sexo masculino, com idade compreendida entre os 25 e 49 anos, dos quais três de nacionalidade brasileira e um de nacionalidade francesa.

Presentes ao juiz para um primeiro interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação, dois dos detidos ficaram a aguardar pelos trâmites ulteriores do processo em prisão preventiva, ao passo que os restantes dois ficaram em liberdade mas sujeitos a termo de identidade e residência. (Panapress)

DEIXE UMA RESPOSTA