Interior esclarece morte de arguido

Director do Gabinete Institucional e Imprensa da delegação de Luanda do Ministério do Interior, inspector-chefe Mateus Rodrigues (Foto: Pedro Parente)

A delegação de Luanda do Ministério do Interior esclareceu que a morte de um jovem arguido preso, no Kilamba Kiaxi, ocorrida na segunda-feira, 4 de Setembro, aconteceu por doença.

De acordo com um comunicado do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do Ministério do Interior, trata-se de Nataniel Dias “Natan”, de 19 anos de idade, envolvido num processo crime de roubo qualificado na via pública, com concurso de arma de fogo.

O documento informa que o detido perdeu a vida a caminho do hospital. O jovem “sentiu-se mal horas antes e foi socorrido por ter manifestado febre.”

O mesmo foi detido em companhia de Nsakala Tomás “Lakilson”, ambos confessos e apresentados na segunda-feira ao Ministério Público para o primeiro interrogatório, visto que foram detidos no último fim-de-semana.

Na altura da detenção foi apreendida uma arma de fogo do tipo “ AKM-47”, utilizada em acções delituosas. O documento refere que o Laboratório de Criminalística foi notificado para a perícia antes da remoção do cadáver para a morgue do Hospital Josina Machel, onde foi depositado.

O comunicado acrescenta que o falecido teve já outras passagens pela Polícia Nacional por roubos e foi solto recentemente da Comarca de Viana.

No comunicado, a delegação de Luanda do Ministério do Interior reafirma o seu engajamento na defesa da vida e dos direitos elementares do homem. (Jornal de Angola)

DEIXE UMA RESPOSTA